terça-feira, 8 de junho de 2010

As Três Coisas Mais Importantes da Minha Vida

O texto a seguir foi escrito no dia oito de setembro de 2008, durante uma atividade avaliativa da disciplina Língua Portuguesa e Comunicação Social, ministrada pela divertidíssima (e animadíssima) Nair Maria di Oliveira (sim, di mesmo, e não de). Apesar dos dias corridos, do tempo gasto, das mudanças inevitáveis no meu coração, personalidade e mente, muita coisa ainda continua igual... mas ainda há MUITO, MUITO, MUITO para melhorar!

Quais as três coisas mais importantes da minha vida? Essa dúvida me inquieta... Quem ou o que é realmente importante para mim? Tentando encontrar essa resposta, penso no meu dia a dia, folheio o passado, planejo o futuro. Depois dessa breve reflexão, concluo que a FÉ, o AMOR e a ESPERANÇA são as três coisas mais importantes da minha vida. Nesses princípios tenho tentado a cada dia pautar minhas ações, procurando interferir positivamente na vida daqueles que me rodeiam.

Em Hebreus, capítulo 11 versículo um está escrito que “... a fé é o firme fundamento das coisas que se esperam, e a prova das coisas que se não vêem.” Tenho confiado nas promessas de Deus para a minha vida. Creio em um Deus Todo Poderoso no qual muitos não querem (não podem ou não conseguem) depositar a sua fé. É preciso escolher ver o invisível para acreditar. E para enxergá-lo precisamos nos apresentar “com verdadeiro coração em inteira certeza de fé.” (Hebreus 10.22)

A fé tem me dado forças para acreditar e esperar na realização dos meus sonhos. Os problemas e as angústias, comuns a todos, muitas vezes me afligem, tentam me fazer desistir. No entanto, espero no Senhor com paciência, sei que Ele tem colhido minhas lágrimas, escutado meu clamor e “ainda mais um poucochinho de tempo, e o que há de vir virá, e não tardará.” (Hebreus 10.37)

Minha maior esperança, porém, não está na realização dos meus sonhos, mas no cumprimento de promessas direcionadas a toda a humanidade. A você que parou tudo e dedicou alguns momentos do seu dia, da sua vida, a essa leitura.

O amor tem aumentado a minha fé e renovado as minhas esperanças. “Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.” (1 Coríntios 13.7) É o amor que me permite compreender meu próximo, mesmo quando este assume posição antagônica a minha.

Permanecem, portanto, a fé, a esperança e o amor, mas o maior destes é o amor. O cumprimento da lei é o amor, não apenas o dispensado àqueles que têm carinho por mim, mas aos que têm feito meus olhos chorarem ou àqueles que por motivos alheios à minha vontade também já fiz chorar.

Assim, se o meu “inimigo tiver fome, devo dar-lhe de comer, se tiver sede devo dar-lhe de beber”, somente dessa maneira, poderei fazer a diferença na sociedade atual, cada vez mais egoísta e individualista.

5 comentários:

  1. Gostei do seu poema e muito legal.Obrigado Diene por tudo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada por acompanhar o Palavras! :)

      Excluir