sábado, 27 de julho de 2013

E o que mais se pode querer?

E livres para viver...


Porque você me fez melhor

 


Deixo a janela aberta pra te ver melhor
Busco a palavra certa pra te ver melhor
Tu sabe que a minha meta é só te ver melhor
Te fazer melhor, porque você me fez melhor
(...)
Mas das minhas paixões você foi a maior
E o pior, é que dos amores você é o melhor


É diferente

Leio escritos antigos e me entristeço ao perceber o quanto já errei. Tenho medo de apostar errado novamente e, admito, às vezes ainda fico paralisada. Mas é diferente. Outros até trouxeram luz, mas logo a esperança, apagada, se transformou em tristeza, abandono e solidão. Sei que, como escreveu Projota, estamos passando longe desse "um lance é um lance." Meu, minha, seu, sua. Companheiros, apenas. Você sabe o lugar que ocupa em minha vida - o topo - e eu sei bem sei onde estou na sua. ;)
 

quinta-feira, 25 de julho de 2013

Pausa, silêncio e som

Meu coraçãozinho rendido está.
Seus sons e suas rimas estão em mim.
E eu, finalmente, sou sua, apenas sua.
Você é meu, não é?
Agora, as coisas funcionam assim...

As novas datas, todas nossas.
Juntos, até depois do final.


Para você, que eu amo.

Já é!

 

sábado, 13 de julho de 2013

Amor, apenas

 
Para você, que eu amo, respeito e admiro
 
 
Nossa história começou em um domingo cinza, nas esquinas da internet. Encanto mútuo aconteceu e nos uniu. Agora, loucos - como você sempre diz - sonhamos com um futuro que redimirá nosso passado. Às vezes, ainda choro, mas já expliquei o porquê: é Amor, apenas. E, em meio a lágrimas de felicidade e ao êxtase de um sentimento tão lindamente correspondido, enfeito uma folha de papel com corações que já não combinam mais com dias cinzas. A felicidade voltou. E não vou mais soltá-la.
 


Essas rimas reais



Ce vê como isso é diferente, tão diferente
Gostar de quem gosta da gente
Logo se sente que isso vai dar certo, com certeza já deu
Só de ter te conhecido minha vida já valeu


E só quem vive um negócio assim sabe... Porque eu digo sim
Meu sentimento nem cabe dentro de mim
Por isso que eu te escrevi essas rimas reais
Nosso romance agora vai ser trilha pra outros casais

E quanto tempo eu vivi sem você, só vaguei, sem saber
Conhecendo novos lares
Minha vida teve início depois de te conhecer
Antes disso eram só preliminares

Que passe o tempo, que se modifiquem mares
Que a paz se solidifique em todos os lares
Que após o carro a moda seja as astronaves
Mas que a nossa graça permaneça igual o programa do Chaves


Te quero em todos sentidos imagináveis
Com todos seus sentidos inigualáveis
Eu nem conheço amores inabaláveis
Mas sou guerreiro e vou lutar pra que o nosso seja o primeiro!

quarta-feira, 10 de julho de 2013

Tua voz é a melhor coisa da cidade!


Do Amor


                                                                              E a razão é você!


Afinal, as cores voltaram.
No lugar da morte, vida.
Da desesperança, sonho.
Da solidão, companheirismo.
Nas madrugadas, alento.
Na nossa negritude, empatia.
No futebol, risadas e comentários de um moço "diferenciado".
No "eu te amo", reciprocidade.
Na poesia, finalmente, alegria.
Do encontro inusitado, o Amor.
Do Amor, nós.
Em cada "eu te amo", renascimento.
Alegria que merecemos.
E a culpa é toda dEle.



Para você, que eu amo.

Apreensão

“Só uma coisa me faz respirar, como respiraria uma montanha: profundamente. Não depender mais do coração alheio. Não olhar mais o relógio ou o celular com angústia, quando um atraso pode significar desaparecimento, tendo a esperança de que você irá receber uma ligação ou até mesmo uma mensagem, naquela hora, dizendo 'não se preocupe, eu estou bem!'… Não estar mais ligada por um fio invisível ou corpo externo, ali. Estou com saudades, saudades de sentir aquele alívio de que a dor passou, de que ela foi embora… da uma paz, uma calma! A dor da perda, pra mim, parece concreta, tem que passar pelo corpo, e sem falar que… as vezes a gente precisa de certos freios. Eu prefiro deixar meu corpo, e ter uma mente ativa, pra me impedir de fazer alguma coisa maior… a mim, ou a quem se aproximar de mim. Mas eu penso que, se deixar uma pessoa se aproximar de você, talvez seja a única forma de você esquecer! É curioso pensar que o mar, esteve aqui, o tempo todo, parado. Inteiro pra mim, e eu não compareci ao seu encontro. Toma qualquer forma, enlouquece-me, mas não me deixe nesse abismo, onde eu não possa te encontrar, ó Deus, é inexprimível, não posso viver sem minha vida, sem minha alma. A cada passo, cada movimento, eu percebi que tinha me tornado 'um livro branco', não havia mais nada escrito em mim. Só me lembro perguntando: será que esquecer, é a mesma coisa que ter perdido?”
Julia, Como Esquecer.

Leia mais aqui.

domingo, 7 de julho de 2013

O som que eu ouço são as gírias do seu vocabulário

 
 

1ª pessoa do plural

 
Alegria. Reciprocidade. Encontro. Amor. Amizade.
 
Cê sabe já tô na tua/ E não cabe tanta saudade essa verdade nua e crua
 
 
 
 
Pero hoy no hay nada mejor.